Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

6º Conselho de Delegados Sindicais discute mobilizações por direitos da categoria

O 6º Conselho de Delegados Sindicais foi realizado na última sexta-feira (12), na sede do Sindjustiça-RJ. Os representantes levaram as demandas de cada comarca, e puderam tirar dúvidas e apresentar proposições sobre as principais pautas da categoria para o primeiro semestre.

Um dos principais temas abordados durante a manhã foi a relutância da administração do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) em dialogar com a categoria. Desde que assumiu, a nova gestão da casa tem se mostrado pouco aberta a negociações.

Mesmo na reunião emergencial convocada pela presidência — que aconteceu simultaneamente ao Conselho — foram poucas as garantias de que haverá soluções para as angústias e dificuldades dos serventuários.

Diante disso, os delegados sindicais concordaram em participar da mobilização da categoria na luta por seus direitos e convocar todos os serventuários de suas comarcas para um ato que será realizado no dia 16 de maio, às 14h, em frente ao Fórum Central.

A manifestação irá mostrar a força da categoria e seu comprometimento com suas principais reivindicações, como a suspensão no prazo do Programa de Incentivo à Aposentadoria (PIA), a revisão da política de promoções e progressões de carreira e as perdas salariais acumuladas.

O pagamento de reajustes devidos à categoria, inclusive, não será cobrado apenas do TJRJ. Durante a reunião, sindicato e delegados também conversaram sobre a organização da caravana à Brasília, onde a categoria irá pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para que dê prosseguimento ao processo da reposição de 5%. A mobilização foi aprovada nas assembleias regionais.

“Nossa categoria nunca hesitou em atender ao chamado para a luta. Foi com essa disposição para buscar seus direitos que já acumulamos décadas de conquistas. A reposição salarial foi uma pauta que só avançou porque fomos às ruas. É com o mesmo comprometimento que iremos à capital federal para que a ação seja apreciada pelos ministros”, salientou a diretora de organização político-sindical da entidade, Ana Paula do Couto Alves.

A data oficial da caravana será decidida em conjunto com o escritório de advocacia que presta assessoria para o sindicato em Brasília.

Atualizações sobre todas as pautas em andamento

A reunião do Conselho também foi uma oportunidade para que cada delegado recebesse atualizações sobre as ações que estão sendo conduzidas pelo Sindjustiça-RJ e, com isso, levar informações para os servidores de suas comarcas.

Cada representante recebeu cópias e orientações sobre processos administrativos que estão em curso. Os debates também se estenderam a pautas nacionais do interesse da categoria, como o enfrentamento à Reforma da Previdência.

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe