Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Após dia de protestos, Alerj discute aumento para 14% da contribuição previdenciária dos servidores do Rio

Projeto é um dos mais polêmicos do pacote de corte de gastos do governo

A Alerj Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) discute, nesta quinta-feira (17), mais dois projetos de lei do pacote de medidas de corte de gastos proposto pelo governo estadual. Um deles é o aumento da contribuição previdenciária dos servidores ativos e inativos de 11% para 14%. O objetivo, segundo o governador Luiz Fernando Pezão, é garantir a cobertura financeira dos benefícios previdenciários.
Esse projeto, um dos mais polêmicos do pacote de corte de gastos do governo, chegou a ser impedido de ser tramitado pelo Tribunal de Justiça do Rio, mas teve seu prosseguimento autorizado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).
O segundo projeto a ser discutido hoje é a extinção da Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores). Os funcionários serão repassados à Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão. A medida trará uma economia estimada de R$ 3,2 milhões.
Os dois primeiros dos 21 projetos do pacote de corte de gastos foram discutidos ontem, mas não foram votados porque receberão emendas parlamentares.

FONTE: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/apos-dia-de-protestos-alerj-discute-aumento-para-14-da-contribuicao-previdenciaria-dos-servidores-do-rio-17112016

Compartilhe