Skip to content

Chapa 1 é eleita a nova diretoria do Sindjustiça-RJ para o triênio 2021-2023

Foi definida, na madrugada de hoje (15/12), a nova diretoria do Sindjustiça-RJ para o triênio 2021-2023. A Chapa 1 venceu as eleições e assumirá o sindicato a partir de janeiro próximo. As Eleições do Sindjustiça-RJ ocorreram entre os dias 30 de novembro e 11 de dezembro. Também foram definidos os membros dos conselhos de ética e fiscal.

O processo de apuração dos votos iniciou-se às 11h do dia 14/12 e foi até o início da madrugada. A Chapa 1 contou com 1354 votos, enquanto a Chapa 3 com 821 votos, e a Chapa 2 com 304. No total, foram 2479 votos válidos.

Conheça a composição da nova diretoria:
Alzimar Andrade, André Parkinson e Magali Monteiro, para a diretoria-geral.
Wallace Jaña, para a diretoria de Formação Sindical.
Mariangela Monteiro, para a diretoria de Aposentados.
Ana Paula Masiero e André Luís de Sousa, para a diretoria de Finanças e Administração.
Daniel Nascimento, para a diretoria de Assuntos Jurídicos.
Regina Fidélis, para a diretoria de Saúde.
Victor Gomes, para a diretoria de Esporte e Lazer.
Abrahão Lincon, Cristiane Hernandez, Letícia Aidar, Newtinho e Mirian Bitencourt, para a diretoria regional.

Conheça os membros titulares eleitos para o Conselho de Ética:
Alexandre Bollmann – 290 votos
Christianne – 237 votos
Vilma – 226 votos
Claudia – 176 votos
Maria Helena – 153 votos

Conheça os membros titulares eleitos para o Conselho Fiscal:
Tati Bruno – 361 votos
Paulinho – 339 votos
Edson Sardinha – 273 votos

O Sindjustiça-RJ agradece o empenho de todos os votantes que, mesmo durante a pandemia da Covid-19, se disponibilizaram a ir pessoalmente às suas comarcas depositarem seus votos.

Acesse aqui:
Mapa de votação – diretoria
Mapa de votação – conselho de ética
Mapa de votação – conselho fiscal

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Veja Também

Outras Notícias

COGEN – ABERTURA DE INSCRIÇÃO

Em atendimento ao deliberado na reunião do COGEN – Comitê de promoção da Igualdade de Gênero e de Apoio aos Magistrados e Servidores, o Sind-Justiça

X