Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Déficit nas contas do RJ só será zerado em 2025, aponta relatório

Documento elaborado por órgão ligado ao Senado mostra que o estado é o que está em pior situação fiscal. Para economista da PUC-Rio que analisou dados, a situação do RJ é dramática.

Relatório da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão ligado ao Senado Federal, sobre a situação financeira dos estados destaca que o Rio de Janeiro só conseguirá zerar o déficit de suas contas em 2025 – o estado é, ao lado do Amapá, o que mais demorará a ajustar as contas.
Ainda de acordo com o documento, o nível de superávit primário mínimo para atestar a boa saúde financeira do estado, que é de 10%, será alcançado pelo RJ ainda mais tarde: apenas em 2029.
Ouvido pela GloboNews, o economista Luiz Roberto Cunha, professor da PUC-Rio, explicou que os dois indicadores do estudo da IFI – criada em 2016 justamente para acompanhar a saúde financeira da União, dos estados e municípios – mostram que o Rio é a unidade da federação que está em pior situação fiscal.
“O déficit nas contas evidencia que o Rio é de quase 15%, e é recordista também no endividamento, em um nível muito elevado, tanto quanto Rio Grande do Sul e Minas Gerais, com a diferença de que o primeiro tem superávit fiscal – pequeno, mas tem – e Minas tem déficit menor. Então, a situação do Rio é dramática porque tem problema dos dois lados: não tem capacidade de gerar superávit e tem uma dívida que não consegue pagar, por isso sofre bloqueios em suas contas”, detalhou o economista.
Luiz Roberto Cunha destaca ainda que uma característica é comum a todos os estados em má situação financeira: o estímulo à contração de dívidas para impulsionar o crescimento econômico sem sustentação para pagar essas dívidas.
“Nos últimos anos, especialmente durante o governo Dilma [Rousseff], houve um incentivo a que os estados se endividassem, obtivessem créditos aqui ou no exterior, numa visão de tentar fazer o Brasil a toda força. O problema é que se endividar sem ter capacidade no orçamento de pagar a dívida acaba gerando essa situação, porque os estados não têm grande capacidade de gerar novas receitas como tem a União”, explicou.

FONTE: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/deficit-nas-contas-do-rj-so-sera-zerado-em-2025-aponta-relatorio.ghtml

Compartilhe