Skip to content

Lewandowski concede liminar para suspender punição do CNJ a juiz do RJ processado por assédio

Depois de ter sido punido pelo CNJ com a pena de disponibilidade, o juiz foi beneficiado por uma liminar do Ministro Ricardo Lewandowski, do STF, que o garante no cargo até o julgamento final do MS.

O Sind-Justiça o havia denunciado porque, conforme reconhecido pelo CNJ, ele praticava assédio moral contra os servidores e assédio sexual contra as estagiárias. Não é fácil acabar com o odioso assédio moral e sexual no serviço público. Pessoas com este comportamento precisam ser afastadas para sempre porque o assédio humilha, adoece e mata o servidor. E não pode ficar impune.

E estamos enfrentando agora outro caso grave de assédio, praticado por outro magistrado, o que vem adoecendo a equipe da serventia, que trabalha à base de remédio tarja preta para aguentar o assédio e as constantes ameaças. Isso não pode continuar. E o Sind-Justiça vai lutar muito para que ambos paguem pelos seus atos.

SIND-JUSTIÇA

DIREÇÃO GERAL
Alzimar Andrade
Abraão Lincon
André Parkinson

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Veja Também

Outras Postagens

PRAZO PARA VENDA DE FÉRIAS

ATENÇÃO!!! O PRAZO PARA VENDA DE FÉRIAS VAI SOMENTE DE 18 A 24 DE OUTUBRO. PODE VENDER ATÉ DUAS FÉRIAS E O PAGAMENTO SERÁ FEITO

SOBRE A VENDA DAS FÉRIAS

Por um problema técnico, não foi possível publicar no DO de hoje o Ato autorizando a venda das férias. Por este motivo, ainda não está

X