Skip to content

SIND-JUSTIÇA EM BRASÍLIA NA LUTA CONTRA A REFORMA ADMINISTRATIVA

Os diretores do Sind-Justiça Wallace Jaña (Formação Sindical) e Mariangela Monteiro (Aposentados) estiveram em Brasília nesta semana, para uma série de atos e reuniões em defesa dos servidores e participando da luta contra as PEC’s que tramitam no Congresso e que poderão trazer mais prejuízo para a categoria.

Eles embarcaram para Brasília às 05:35 da manhã da segunda, 24/05. Chegando lá, foram direto para a Câmara dos Deputados, onde encontraram uma estratégia montada para dificultar ao máximo a pressão nos gabinetes dos deputados federais.

O foco dos diretores do Sind-Justiça era pressionar os deputados ligados ao Centrão, pois são votos notoriamente contrários aos servidores públicos. Como são 503 Deputados, optou-se por centrar os esforços nos líderes e vice- líderes de bancadas.

No dia 24, primeiro dia de trabalho, foram contactados, dentre outros, os chefes de gabinete dos deputados Nivaldo Albuquerque, Vice- Líder do PTB; do vice-líder do PROS, DEP. Capitão Wagner; do vice- Líder do PODEMOS, DEP. Leo Moraes; do vice-líder do PATRIOTA, Dep. Fred Costa.

No dia 25, os diretores providenciaram cartolinas e escreveram frases contra a reforma administrativa e partiram para a Câmara dos deputados, para chamar a atenção para causa dos servidores, posicionando-se no Anexo II, onde os deputados têm que passar para acessar as comissões e o plenário. Uma assessora do de um Deputado do MDB/MT nos assegurou que o deputado votará contra as reformas.

Em geral, os deputados alinhados ao governo olhavam para os diretores com hostilidade. Ao final da votação em que a comissão aprovou o fim da estabilidade, o Deputado Ricardo BARROS, do Paraná, com olhar de deboche, cantou a vitória do governo. Os diretores retrucaram que foi apenas uma batalha, mas que os servidores lutarão até o fim contra este absurdo.

Neste dia, os diretores conversaram também com o Dep. Molon, do PSB/RJ, com a Dep. Gleise, do PT/PR e com o Dep. Orlando Silva, do PCdoB- SP e com líder do PDT, Wolney Queiroz. E os diretores ainda foram procurados pela Deputada Fernanda, do PSOL-RS, que informou detalhes sobre a sessão na CCJ.

Os Deputados foram unânimes: se houver a necessária mobilização dos servidores , há uma possibilidade concreta de derrubarmos a Pec 32/2020.

Neste mesmo dia, houve um ato Ato Público na Avenida das Bandeiras em frente ao Congresso Nacional, contra as reformas, que contou com cerca de 200 pessoas com faixas, cartazes e bandeiras, sob sol intenso e todas usando máscara. A FENAJUD estava presente ao ato com 2 representantes. Depois do Ato, os diretores do Sind-Justiça foram ao Senado Federal, que estava esvaziado.

No dia 26, quinta-feira, os diretores retomaram os trabalhos na Câmara dos deputados, com os seus cartazes alcançando diversos deputados e assessores. Com tinham passagens de volta compradas, encerraram os trabalhos porque a diária do hotel era até às 14h.

Em resumo, nós podemos e devemos enfrentar também esta luta que atinge a todos os servidores. O Sind-Justiça tem trabalhado bastante nas pautas internas, assegurando conquistas que são importantes para a categoria, mas estamos também atentos a esta luta contra a Reforma, que prejudica muito os servidores. Estamos preparando um calendário de atos para envolver toda a categoria nesta luta.

Na próxima semana, divulgaremos o relatório do trabalho que vem sendo feito pelo Sind-Justiça junto à Alerj, na luta contra a reforma previdenciária.

SIND-JUSTIÇA

DIRETOR DE FORMAÇÃO SINDICAL
Wallace Jaña

DIRETORA DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS
Mariangela Monteiro

DIREÇÃO GERAL
Magali Monteiro
André Parkinson
Alzimar Andrade

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Veja Também

Outras Postagens

SERVENTUÁRIA DESAPARECIDA

Geórgia Franco, 55 anos, saiu de casa hoje (segunda-feira 14/06) por volta das 11:00h da manhã e não fez mais contato. Ela saiu de seu

X