Skip to content

SIND OFICIA AO TRIBUNAL SOBRE ÔMICRON

Rio de Janeiro, 07 de janeiro de 2022.

AO EXMO.
PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA
DESEMBARGADOR HENRIQUE CARLOS DE ANDRADE FIGUEIRA

EXMO. PRESIDENTE,

O SIND-JUSTIÇA – Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, representado pelos diretores gerais André Parkinson, Abraão Lincon e Alzimar Andrade, vem à presença de Vossa Excelência expor o que se segue.

Durante boa parte de 2021, o Tribunal de Justiça funcionou em sistema remoto ou híbrido, tendo em vista os riscos de contágio pela Covid, em sua forma original e, posteriormente, através da variante Delta.

Neste início de 2022, o perigo surge novamente, desta vez através da variante Ômicron, que vem apresentando números impressionantes de contágio, o que merece cuidado e redobrada atenção por parte do Tribunal de Justiça, haja vista que, em nosso sistema presencial de trabalho, é inegável que existe enorme contato e constante proximidade entre os servidores, por mais que se tenha cuidado.

Para demonstrar o potencial destrutivo da Ômicron, veja-se a manchete do jornal O Globo desta quinta-feira, 06 de janeiro, que relata o espantoso crescimento de 6.778% (seis mil, setecentos e setenta e oito por cento) no número de registros da doença no Rio em apenas 20 dias:.

Ômicron: Rio vive uma explosão de casos de Covid e tem aumento de 6.778% em 20 dias

Em uma semana, do Natal para o réveillon, a alta foi de 360%
Felipe Grinberg
06/01/2022 – 03:30 / Atualizado em 06/01/2022 – 11:20

RIO — A cidade do Rio vive nesses primeiros dias do ano uma explosão de casos de Covid-19. Desde segunda-feira, o cenário é de longas filas de pessoas com sintomas da doença diante postos de saúde, farmácias e laboratórios. O aumento da procura por testes após as festas coincide com a chegada da variante Ômicron ao município. E, apesar do apagão no banco de dados do Ministério da Saúde, os números oficiais já começam a mostrar um crescimento vertiginoso de casos de coronavírus. O painel da prefeitura do Rio mostra que, no dia 12 de dezembro, apenas 18 pessoas tiveram o diagnóstico da doença. No dia 25, o número de infectados pulou para 269 e, em 1º de janeiro, saltou para 1.238. Em uma semana, do Natal para o réveillon, a alta foi de 360%. Se considerar o período de 20 dias, a escalada foi de 6.778%.

No dia anterior, 05 de janeiro, o Portal G1 retratou o aumento do número de cidades com registros da nova variante:

RJ tem 26 cidades com suspeita de casos de ômicron; resultados positivos de testes de Covid na capital chegam a 16%

No total, 318 ocorrências estão sob análise, sendo 247 delas apenas na capital. O Rio possui três casos confirmados da nova cepa.
TV Globo – 05/01/2022 12h16 Atualizado há 2 dias

O Estado do Rio de Janeiro possui 26 cidades com registros de casos suspeitos da variante ômicron. No total, 318 ocorrências estão sob análise, sendo 247 delas apenas na capital. O Rio possui três casos confirmados da nova cepa. Os dados estão no último informativo de Vigilância Genômica da Covid-19, do governo do estado.

Na esteira destes dados alarmantes, diversos órgãos já estão agindo, de maneira preventiva, para minimizar a chance de contato e, consequentemente, de contágio entre os servidores públicos, para que estes não sirvam de vetores de transmissão para o resto da população.

Por aumento de casos de Covid-19, TRF-3 adia retorno presencial para o fim do mês 5 de janeiro de 2022,

20h53
O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS) postergou o retorno das suas atividades presenciais para o próximo dia 31/1. Com isso, está prorrogado o trabalho remoto até essa data. A medida foi tomada em função do aumento do número de casos de Covid-19 e ao grande número de internações por síndrome respiratória aguda grave. A nova portaria destaca a “necessidade de preservação da saúde do público interno e externo que utiliza os prédios e unidades da Justiça Federal”. O documento é assinado pelo presidente da corte, desembargador Mairan Gonçalves Maia Júnior, e pela corregedora regional da Justiça Federal da 3ª Região, desembargadora Marisa Ferreira dos Santos. Desde outubro do último ano, o retorno presencial total estava agendado para a próxima sexta-feira (7/1). À época também foram estabelecidas regras para um retorno gradual, com o comparecimento mínimo inicial de 20% dos servidores https://www.conjur.com.br/2022-jan-05/trf-adia-retorno-presencial-total-fim-janeiro?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook

Os hospitais particulares registram aumento considerável na procura por atendimento:

Pressionado pela Ômicron, hospitais particulares do RJ registram fila de 4h para atendimento

Número de pacientes com síndrome gripal saltou de forma significativa a partir do início de janeiro
Lucas Janoneda CNN – Rio de Janeiro – 07/01/2022 às 07:29

Influenciado pela alta transmissibilidade da variante Ômicron da Covid-19, os hospitais privados do estado do Rio de Janeiro já percebem um aumento ‘expressivo’ no número de pacientes contaminados pelo vírus. E, segundo uma projeção feita pela Associação de Hospitais do Estado do Rio de Janeiro (AHERJ), diversas unidades particulares já registram fila de espera de pelo menos quatro horas. As informações foram obtidas pela CNN nesta quinta-feira (6). Apesar de ainda não ter números fechados, segundo Graccho Alvim, diretor da AHERJ, o número de pacientes com síndrome gripal saltou de forma significativa a partir do início de janeiro, poucos dias depois das comemorações do Natal e Réveillon.. “Em função da alta de casos de síndrome gripal e a grande procura nos últimos dias, devemos esperar um aumento significativo de internações para a próxima semana. Até o nono dia de infecção pode ocorrer a explosão de citocinas, gerando um quadro inflamatório severo nos pacientes”, disse o diretor da AHERJ.
https://www.cnnbrasil.com.br/saude/pressionado-pela-omicron-hospitais-particulares-do-rj-registram-fila-de-4h-para-atendimento/?amp

A Controladoria Geral do Estado do Rio de Janeiro já determinou o adiamento do retorno presencial:

file:///C:/Users/ESTACAO%2001/Downloads/Resolu%C3%A7%C3%A3o-95-2021.pdf

Desde o início da Pandemia, em 2020, o Tribunal de Justiça, de maneira prudente, vem adotando diversas medidas, inclusive disponibilizando o serviço em home Office, como forma de minimizar as chances de contágio provocado pela Covid.

Não bastasse isso, os servidores vêm enfrentando enorme dificuldade para realizar os exames que detectam o vírus, tendo em vista a enorme procura, o que aumenta a possibilidade de alguém frequentar o local de trabalho infectado sem saber, colocando todos os demais em risco.

É a presente, portanto, com base nos fatos e argumentos apresentados, para requerer que a Administração:

1) Adote medidas preventivas, nos moldes do que já fizeram, dentre outros, o TRF e a CGE, determinando-se o retorno ao trabalho em home office em todo o Estado e a imediata suspensão do atendimento presencial nas serventias;

2) Providencie junto à Amil a realização de exames emergenciais nos servidores neste momento emergencial, tendo em vista a dificuldade de se fazer os exames nos laboratórios;

3) Promova campanha de conscientização entre servidores, magistrados e demais trabalhadores e usuários do sistema judiciário sobre proteção e responsabilidade social;

4) Determine a higienização imediata, completa e permanente dos locais de trabalho.

Atenciosamente,

Alzimar Andrade
Diretor Geral

Abraão Lincon
Diretor Geral

André Parkinson
Diretor Geral

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Veja Também

Outras Postagens

RECADASTRAMENTO DE APOSENTADOS CONTINUA SUSPENSO

O recadastramento dos aposentados do TJRJ continua suspenso. Assim que a Administração divulgar a tabela, o Sind-Justiça comunicará à categoria. SIND-JUSTIÇA DIRETORIA DE APOSENTADOSMariangela Monteiro

X