Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

FUNCIONALISMO ESTADUAL PODE APROVAR GREVE UNIFICADA EM ASSEMBLEIA QUE SE REALIZA NESTA TERÇA, 19 DE JUNHO

Servidores estaduais da Saúde, Educação, universidades públicas (Uerj e Uenf), Justiça, Segurança, Faetec e Proderj vão fazer assembleia unificada nesta terça-feira, 19 de junho, a partir das 15h, na Concha Acústica da Uerj (Maracanã). O objetivo é decidir sobre os próximos passos da mobilização conjunta por reajuste linear, incorporação de gratificações, fim das privatizações, concurso público, implantação dos planos de cargos e salários, não à demolição do Iaserj e manutenção do triênio.

Uma das possibilidades é a deflagração de greve por tempo indeterminado do funcionalismo estadual, conforme indicativo do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado (Muspe). Sem prejuízo de sua participação numa possível greve unificada por tempo indeterminado, os trabalhadores da educação estadual iniciaram, nesta segunda-feira, uma paralisação de 48 horas como ‘advertência’ ao governo Cabral. Docentes da Uerj já estão em greve desde a semana passada e a perspectiva é de que os técnico-administrativos da universidade também paralisem suas atividades, com apoio do corpo estudantil.

Na última quinta-feira, 14/06, servidores públicos estaduais fizeram uma expressiva passeata unificada que seguiu pela Av. Rio Branco até a Alerj, onde denunciou as tentativas do governo Sergio Cabral Filho (PMDB) de sucatear e privatizar os serviços públicos, demolir o hospital do Iaserj e acabar com o triênio, conquista histórica do funcionalismo. Na manifestação, servidores lançaram a palavra de ordem “Fora Cabral”, exigindo a imediata convocação do governador fluminense para depor na CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) que investiga os escândalos envolvendo o bicheiro Carlinhos Cachoeira, o senador Demóstenes Torres (ex-DEM) e a construtora Delta. (informações do Sindsprev-RJ)

Compartilhe