Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Aposentados

Negociação entre Rio e União de empréstimo para pagar servidores completa um mês

As negociações para a liberação do empréstimo de R$ 2,9 bilhões já completaram um mês desde a realização do pregão — as negociações começaram a partir do dia 2 de novembro. De lá para cá, um prazo foi dado, foi desrespeitado e a regra agora é não ter previsão quanto a data em que os servidores terão seus salários quitados. Ontem, por exemplo, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles disse que o Rio precisa se entender com o Banco Mundial para ter o aval para o acordo.
A secretaria de Fazenda confirmou a necessidade de entendimento em função de “garantias” oferecidas a empréstimos antigos. Já Pezão festejou o entendimento quanto a outra pendência, essa em função de acordo com o BNDES. Enquanto isso, nada de um desfecho positivo para os servidores.
Ministério e Estado tratam versões dos contratos
Segundo a secretaria de Fazenda, as regras sobre operações de crédito impostas pela Secretaria do Tesouro Nacional apontam para a necessidade da consolidação dos três contratos que envolvem a operação: o termo de empréstimo, de garantia (dada pela União), e de contragarantia (dada pela Cedae). O Ministério, por sua vez, disse que as novas versões dos contratos estão sendo analisadas.

FONTE: https://extra.globo.com/emprego/servidor-publico/negociacao-entre-rio-uniao-de-emprestimo-para-pagar-servidores-completa-um-mes-22149386.html

Compartilhe