Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

Nota de esclarecimento sobre o registro de ponto em 14 de junho

No dia 14 de junho, os serventuários paralisaram suas atividades e aderiram à Greve Geral contra a Reforma da Previdência. Diante disso, muitos servidores têm procurado o sindicato com dúvidas sobre o registro de ponto na data do movimento nacional.

O Sindjustiça-RJ esclarece que os códigos que caracterizam mobilizações como a do dia 14 de junho mudam de acordo com as vontades da administração do TJRJ, sem nenhum critério específico. Essa identificação também pode mudar de nome – aparecendo como paralisação, greve ou movimento sindical, por exemplo.

Por isso, os chefes de serventias podem ter alguma dificuldade para localizar a classificação correta para a Greve Geral na hora de elaborar a frequência. Se o servidor responsável pela tarefa localizar um código que caracterize o movimento de 14 de junho, deve lança-lo na falta.

Caso o código não seja localizado, a recomendação do sindicato é que o dia de Greve Geral seja registrado como uma falta normal, e a justificativa seja informada no campo de Observações da frequência do mês de junho.

Protocolo

O Sindjustiça-RJ já recolheu os pontos de greve de todas as comarcas e protocolou o pedido de abono de falta dos servidores grevistas no TJRJ. Nesse mesmo ofício, foi requerido que o código de greve seja reinserido no sistema e identificado de forma clara, para que o mesmo transtorno não volte a ocorrer em futuras mobilizações.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o sindicato pelo telefone (21) 3528-1200.

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe
1
Receba mais notícias por WhatsApp
Powered by