Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Aposentados

Pezão diz que vai quitar integralmente os salários de dezembro na próxima segunda-feira

Pagamento ocorrerá dentro do calendário oficial e será destinado a todos os 460 mil servidores

O governo do Estado do Rio de Janeiro divulgou nota afirmando que vai pagar integralmente os salários de dezembro a todos os 460 mil servidores ativos, inativos e pensionistas na próxima segunda-feira (15/1), no décimo dia útil, conforme o calendário de pagamentos. Ao todo, será depositado R$ 1,6 bilhão.

De acordo com o governo, o pagamento em dia de todo o funcionalismo público ocorrerá com recursos da arrecadação tributária e devido ao ingresso no caixa do Estado, nesta quinta-feira (11/1), dos R$ 900 milhões provenientes da segunda parte do empréstimo de R$ 2,9 bilhões do BNP Paribas. A primeira parte, de R$ 2 bilhões, depositada em 20 de dezembro de 2017, foi integralmente destinada ao pagamento do 13º salário de 2016 e dos salários de outubro do funcionalismo.

“Estamos conseguindo regularizar o pagamento dos servidores após um grande esforço”, diz Pezão
O ingresso dos R$ 900 milhões nesta quinta-feira (11/1) ocorre antes do prazo contratual (14/2).

“Estamos conseguindo regularizar o pagamento dos salários dos servidores após um grande esforço para adesão ao Regime de Recuperação Fiscal, que vai garantir o reequilíbrio das finanças do Estado. Antecipamos, como eu havia anunciado que faríamos, a segunda parcela do empréstimo do BNP Paribas. Mais uma vez peço desculpas aos servidores pelos transtornos provocados pela crise financeira que atingiu não apenas o Rio, mas todo o país. Iniciamos agora um período de retomada do crescimento e a nossa prioridade continua sendo o pagamento dos vencimentos dos servidores ativos, inativos e pensionistas”, afirmou o governador Luiz Fernando Pezão.

FONTE: http://www.jb.com.br/rio/noticias/2018/01/11/pezao-diz-que-vai-quitar-integralmente-os-salarios-de-dezembro-na-proxima-segunda-feira/

Compartilhe