Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Planalto ameaça trancar recurso de governadores contrários a reforma da Previdência

Desta vez, o foco será a reforma da Previdência, que já foi aprovada na comissão especial e encaminhada para votação no plenário da Câmara federal.
Um dos governadores que pode ser atingido é Wellington Dias, que já declarou abertamente ser contra a reforma da Previdência proposta pelo governo.
Dias já sinalizou que pode exonerar os secretários Fábio Abreu (Segurança Pública) e Rejane Dias (Educação) para votarem contra a reforma da previdência.
Informações obtidas pelo Cidadeverde.com revelam que o Palácio do Planalto promete reagir duro contra os opositores da reforma. E já existe ação programada para o Estado do Piauí. Se os dois parlamentares deixarem o cargo no primeiro escalão e votarem contra e reforma, a retaliação ao Estado será imediata.
“Se o governador fizer isso [liberar parlamentar para votar contra a reforma da Previdência], ele pode esquecer o governo federal em qualquer situação”, revelou ao Cidadeverde.com um interlocutor do Palácio do Planalto.
Hoje, a principal demanda do governo do Estado que depende de Brasília é um pedido de empréstimo junto a Caixa Econômica Federal e que necessita do aval do presidente Michel Temer.
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Conselho Federal de Economia (Cofecon) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) emitiram nota conjunta em que criticam a falta de debate com a sociedade na tramitação da reforma da Previdência. A bancada do PT, partido do governador Wellington Dias, já fechou questão e luta contra a PEC que tramita na Câmara. Do Estado, apenas os deputados Assis Carvalho, presidente do PT no Piauí, e Silas Freire já se manifestaram contra a proposta.

FONTE: http://cidadeverde.com/noticias/247475/planalto-ameaca-trancar-recurso-de-governadores-contrarios-a-reforma-da-previdencia

Compartilhe