Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Prazo aumenta e análise do STF para acordo entre Rio e União fica para quinta-feira

Não será mais amanhã que o Rio de Janeiro e a União terão o aval do Supremo Tribunal Federal (STF) para o acordo que permitirá fazer o ajuste fiscal nas finanças estaduais. O primeiro motivo para o adiamento da reunião com a ministra Cármen Lúcia, presidente da Corte, foi o acidente aéreo que vitimou Teori Zavascki. O segundo motivo, este mais técnico, foi a avaliação de integrantes da Advocacia Geral da União (AGU) sobre pontos questionáveis do acordo. A reunião decisiva com Cármen Lúcia foi reagendada para quinta-feira, dia 26 de janeiro.
Os desdobramentos com a morte do ministro Teori Zavascki deixaram o acordo que tanto interessa ao Rio em segundo plano. De acordo com pessoas envolvidas nas negociações, “não haveria clima para tratar de algo de suma importância para o país”. O Supremo ainda precisará indicar um substituto para o cargo, e esse tema precisará ser estudado e trabalhado pela ministra Cármen Lúcia nos próximos dias.
O governo do Rio espera receber o aval transitório para o acordo com a União, dado pela presidente do STF, para assim iniciar as discussões do pacto na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A esperança é tanta, que o governador Luiz Fernando Pezão declarou o desejo de pôr os salários dos servidores em dia e pagar o 13º salário já em fevereiro. Hoje, o Estado do Rio deve os salários de dezembro a uma boa parte dos servidores.

FONTE: http://extra.globo.com/emprego/servidor-publico/prazo-aumenta-analise-do-stf-para-acordo-entre-rio-uniao-fica-para-quinta-feira-20806093.html#ixzz4WbIxcL7v

Compartilhe