Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

PREÇOS DE REMÉDIOS VÃO SUBIR ATÉ 4,83%

A partir de amanhã (1º/4), o governo federal começa a receber pedidos de aumento sobre preços de remédios. Para o consumidor, entretanto, a alta só chega em meados de abril. Ainda assim, o índice não deve atingir tão cedo os 4,83% autorizados. Esse acréscimo é o teto para os preços de medicamentos, de acordo com a Anvisa.

Farmácias estão autorizadas a cobrar novos preços já a partir de hoje. A expectativa, no entanto, é que o consumidor só sinta o impacto entre a segunda e terceira semana de abril. Os medicamentos têm os preços controlados pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), órgão vinculado à Anvisa.

A lista dos valores máximos autorizados pela câmara consta da revista da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico (ABC Farma), entregue aos pontos de vendas.

O reajuste nos preços é definido pelo IPCA entre março de 2009 e fevereiro último, acumulado em 4,31%, produtividade das empresas — que foi de 0,38% —, pela participação de genéricos no mercado e pelos custos dos insumos. Índices foram de 4,83%, 4,64% e 4,45%. (informações de O Dia Online)

Compartilhe