Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Procuradoria da Alerj conclui parecer sobre impeachment de Pezão, diz Picciani

G1 apurou que despachos serão enviados já na segunda-feira (29). Presidente da Casa, afastado para tratar um câncer, não confirma se volta a presidir sessão na terça (30).

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), disse ao G1 que os pareceres feitos pela Procuradoria Geral da Casa sobre o impeachment do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) já foram concluídos.
No total, são oito pedidos de impedimento, segundo a Alerj. Entre os pedidos estão do PSol e de sindicatos de servidores do Rio de Janeiro. Ao secretário da Casa Civil, Picciani informou que vai despachar os pedidos já na segunda (29). No entanto, o presidente da Assembleia não confirmou se volta a presidir uma sessão a partir da próxima terça (30).
Foi a primeira vez que o peemedebista voltou à Alerj depois de se afastar para o tratamento de um câncer na bexiga. “Vai depender da situação [política]”, limitou-se a dizer.
Na quarta (24), durante sessão no plenário que aprovou o polêmico projeto que aumenta a contribuição previdenciária de servidores de 11% para 14%, Picciani afirmou que ia analisar todos os pedidos de impeachment de Pezão na próxima semana.
“Esta Casa [Alerj] está com seu duodécimo atrasado desde fevereiro. Avisei ao secretário de Fazenda e avisei ao governador: é necessário não cercear o funcionamento do poder Legislativo porque isso, sim, é crime de responsabilidade. Vou estar decidindo na próxima semana sobre todos pedidos de impeachment”, disse Picciani.
A fala de Picciani foi interpretada por aliados e por oposicionistas como uma indicação da rejeição dos novos pedidos de impedimento do governador.
“Ele deu a dica: Isso sim dá cassação, falando sobre os repasses [do duodécimo] para a Alerj”, afirma um aliado, analisando que, na visão de Picciani, os outros pedidos não seriam passíveis de cassação. “Não há clima no momento. Tirá-lo [Pezão] não resolve o problema do estado”, opinou.

TCE-RJ começa julgar contas de Pezão

Além da decisão de Picciani sobre aceitar ou não o pedido de impeachment do governador, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) emite parecer prévio sobre as contas de Pezão na próxima terça.
A reunião foi marcada para às 11h e tem como relatora Marianna Montebello Willeman. Ela é a única conselheira que não foi afastada do órgão após a prisão de cinco dos seis membros do Tribunal.
A oposição avalia que a reprovação das contas poderia ser a mais fácil saída pelo impedimento — apesar de ter que ser aprovada, em seguida, pelos deputados.
Os aliados estão otimistas, depois da aprovação do Plano de Recuperação dos Estados.
“Lá do Tribunal não dá para esperar nada do contrário [da rejeição], mas na Assembleia dá para reverter. Acho que o pior já passou”, diz um membro da base.

FONTE: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/procuradoria-da-alerj-conclui-parecer-sobre-impeachment-de-pezao-diz-picciani.ghtml

Compartilhe