Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Reforma trabalhista deve passar por duas comissões antes do plenário, diz Jucá

Líder do governo afirmou que proposta deve ser analisada pelos colegiados de Assuntos Sociais e de Assuntos Econômicos; líder do PSDB defendia que texto fosse direto a plenário.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse nesta terça-feira (2) que a proposta de reforma trabalhista do governo Michel Temer deverá ser analisada por duas comissões antes de seguir ao plenário principal do Senado.
Segundo o líder governista, o texto será analisado pelos colegiados de Assuntos Sociais (CAS) e de Assuntos Econômicos (CAE).
Aprovada pela Câmara na semana passada, com 296 votos favoráveis e 177 contrários, a reforma trabalhista precisa ser votada agora pelos senadores.
Entre outros pontos, a reforma estabelece regras para que acordos entre empresários e representantes dos trabalhadores passem a ter força de lei, o chamado “negociado sobre o legislado” (leia mais sobre a reforma aqui).
“As duas comissões de mérito para analisar a matéria são a de Assuntos Sociais e de Assuntos Econômicos”, afirmou Jucá. O peemedebista disse ainda que a Comissão De Constituição e Justiça (CCJ) não deve votar o tema.
Segundo o líder do governo, os relatores da proposta nas comissões serão escolhidos pelos presidentes dos colegiados pelos quais a proposta vai passar, conforme prevê o regimento da Casa.
Na última quinta-feira (27), o líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), defendeu que o texto fosse analisado diretamente pelo plenário, sem passar pelas comissões. A possibilidade é prevista pelo regimento desde que um requerimento de urgência seja aprovado.
Já oposicionistas defendem que o texto seja discutido também pela CCJ e pela Comissão de Direitos Humanos (CDH).

FONTE: http://g1.globo.com/politica/noticia/reforma-trabalhista-deve-passar-por-duas-comissoes-antes-do-plenario-diz-juca.ghtml

Compartilhe