Filiado à FENAJUD e ao DIEESE
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Saiba o que muda com a alteração na política de inclusão de dependentes no plano de saúde do TJRJ

Conforme informado anteriormente no site do Sindjustiça-RJ, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) finalizou recentemente as negociações de algumas mudanças contratuais no acordo com a Amil, operadora do plano de saúde oferecido aos serventuários. Uma das alterações que exige atenção redobrada dos servidores diz respeito à inclusão de dependentes.

Segundo o novo contrato, não existe mais o período anual para inclusão de dependentes sem carência. A última oportunidade para realizar esse processo se encerra na próxima sexta-feira (29).

O Sindjustiça-RJ reitera que o acordo não prevê a possibilidade de incluir dependentes sem o período de carência após esse intervalo.

Contrato estabelece limite de idade

Outra modificação que afeta os dependentes é a definição de um limite de idade para inclusão de descendentes do titular. Agora, os filhos de serventuários só podem ser incluídos como beneficiários da assistência médica até os 35 anos de idade.

Portanto, descendentes com idades que ultrapassem o limite não poderão ser incluídos como novos dependentes no plano. A regra vale mesmo para jovens que estejam cursando ensino superior.

Sindicato solicitou aumento do prazo

O Sindjustiça-RJ formalizou um requerimento para aumentar o prazo de inclusão dos dependentes sem carência. A solicitação é embasada no prazo anterior, que sempre foi de 30 dias, e nas dificuldades que servidores estão tendo para acessar o site e cumprir as exigências em tão curto período.

Sindjustiça-RJ não participa das negociações, mas está à disposição da categoria

A diretora de saúde e condições de trabalho do sindicato, Gabriela Garrido, explica que o sindicato não participa das negociações relativas ao plano de saúde do TJRJ, mas sempre dá suporte aos serventuários que enfrentam dificuldades com o plano.

“A diretoria de saúde do Sindjustiça-RJ está à disposição para esclarecer dúvidas e receber denúncias sobre qualquer problema na prestação de serviços da Amil. Até mesmo questões de reembolso podem ser trazidas até nós para que façamos a mediação do empasse e, se necessário, tomemos medidas administrativas e judiciais”, conta Gabriela.

Para comunicar contratempos e dificuldades com a assistência médica ofertada pelo TJRJ, basta entrar em contato pelo telefone (21) 3528-1200 ou enviar o relato para o e-mail saude@sindjustica.org.br.

Como incluir um dependente

Os dependentes que podem ser incluídos pela categoria são cônjuge ou companheiro; filhos e enteados; e netos consanguíneos. Os mesmos já devem constar como dependentes no Tribunal.

Antes de solicitar a inclusão de dependente, o servidor precisa ser cadastrado no site do TJ. O tutorial para fazer o cadastro pode ser acessado clicando aqui. Também é necessário que o serventuário tenha margem imobiliária disponível.

A solicitação em si pode ser feita presencialmente na sala 305 do Centro Administrativo (Conab) do Tribunal; ou enviando um e-mail para o endereço duvidasamiltj@amil.com.br com o assunto “Adesão dependentes 2018 sem carência Amil/TJ”.

Em qualquer um dos casos, o serventuário precisa ter em mãos a documentação listada a seguir:

— Contracheque mais recente;

— Documento formalizando o pedido de inclusão no plano, que pode ser encontrado aqui;

— Para filhos: certidão de nascimento, caso seja menor de idade; RG e CPF para maiores de idade;

— Para cônjuge: RG, CPF e certidão de casamento;

— Para companheiro ou companheira: declaração de união estável, RG e CPF;

— Para netos: certidão de nascimento;

— Para enteados: certidão de nascimento do dependente e certidão de casamento do servidor.

 

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe