Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

SERVENTUÁRIOS DO TJRJ PARTICIPAM DA PASSEATA EM DEFESA DOS TRIÊNIOS

Nesta quinta-feira, 14 de junho, os serventuários do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) participaram ativamente da passeata unificada do funcionalismo estadual em defesa dos triênios. A concentração da categoria teve início às 11h, em frente ao Fórum Central, conforme deliberação da Assembleia Geral Extraordinária Específica realizada na última segunda-feira (11/6) .

Às 13h40, em caravana, servidores das Comarcas da Capital (Fórum Central, Méier, Pavuna, Catete e aposentados), Volta Redonda, Campos, Niterói, Belford Roxo, Duque de Caxias, Angra dos Reis, Barra Mansa, Paraíba do Sul e Resende seguiram para a Candelária, ponto de encontro do conjunto do funcionalismo. E exatamente às 15h10 começou a passeata, que ocupou metade da avenida Rio Branco, seguindo pela av. Almirante Barroso e pela av. Antonio Carlos, terminando nas escadarias da Alerj.

A passeata contou com a presença de 1.500 servidores, aproximadamente. Além dos serventuários, participaram os servidores da Educação, da Saúde, da Uerj, da Faetec, do Iaserj, do Proderj, entre outras categorias. A mobilização recebeu o apoio de estudantes da Uerj e de docentes em greve das universidades federais.

Durante todo o protesto foram denunciados os ataques do governador Sérgio Cabral aos direitos dos funcionalismo e ao próprio serviço público. Não faltaram também falações criticando o “mar de lama” em que o Executivo estadual está envolvido a partir das denúncias da empresa Delta, a mesma que faz parte do esquema de corrupção do contraventor Cachoeirinha. Nestes momentos, em uma só voz, a palavra de ordem “Fora Cabral” ecoou pelo Centro do Rio.

A manifestação foi convocada pelo Muspe (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais), que realiza uma assembleia unificada do funcionalismo no próximo dia 19 de junho (terça-feira), às 15h, na Concha Acústica da Uerj. Nela será debatida a proposta de uma greve geral dos servidores estaduais para impedir que sejam retirados os triênios. (da Redação do Sind-Justiça)

Compartilhe