Sindjustiça RJ
Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

A Reforma contraria uma CPI do Senado Nacional

Em 2017, o Senado Nacional realizou a CPI da Previdência. O objetivo da Comissão era justamente investigar o suposto rombo no sistema previdenciário brasileiro, e averiguar quais seriam as soluções para problemas.

O relatório final tem mais de 200 páginas e foi construído após mais de 60 encontros para debater o tema, englobando vários setores da sociedade. O documento concluiu que a Previdência é superavitária, contrariando o que diz o Governo Federal.

O principal problema do sistema não são os beneficiários, mas sim, os desvios – incluindo a sonegação fiscal e outras práticas. A CPI, na época, apurou que as dívidas de empresas privadas com a Previdência batia a casa dos R$ 450 bilhões – portanto, muito mais do que o déficit de pouco mais de R$226 bilhões apontado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 2016. Os principais pontos do relatório podem ser conferidos na íntegra no seguinte link: https://bit.ly/2oSTiBu

Na prática, isso significa que a Reforma da Previdência irá prejudicar os assalariados a troco de nada. As duras medidas de austeridade do Governo Federal não terão nenhum impacto sobre o real problema do sistema previdenciário brasileiro, que seria resolvido com soluções como a auditoria da dívida pública, o combate efeito à corrupção e o aumento da fiscalização.

O que muda para você: os trabalhadores abrirão mão de seus direitos enquanto os reais culpados pelo desequilíbrio das contas públicas saem impunes, e ainda são beneficiados com a Reforma. #NovaPrevidênciaÉNovoRetrocesso

Compartilhe
Open chat
1
Receba mais notícias por WhatsApp
X
X