Skip to content

ADVOGADO É CONDENADO POR SUMIR COM DOCUMENTO DE PROCESSO

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região condenou um advogado por sumir com documento de processo criminal com o intuito de beneficiar seu cliente, acusado de envolvimento em tráfico internacional de drogas.

O advogado retirou o processo para fazer cópias e o devolveu sem uma documento: uma autorização assinada pelo réu pra que a polícia fizesse buscas em sua casa. A 1ª instância havia absolvido o defensor por não ter sido “satisfatoriamente comprovada a autoria delitiva em relação ao acusado”.

Condenado a um ano de prisão em regime aberto, o advogado teve a pena convertida em prestação de serviços comunitários mais o pagamente de 15 dias-multa.

Para o relator do acórdão do TRF-3, desembargador federal Paulo Fontes, “há convicção de que o sumiço do referido documento apena beneficiaria a defesa de seu cliente, pois o apelado utilizou de ardil com a intenção de anular processo penal de crime de tráfico internacional de drogas. Neste esteio, possui o aludido documento o condão de fazer prova contra a defesa em processo penal, mesmo que isso não tenha impedido a condenação do cliente do ora apelado”. (informações do Consultor Jurídico)

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Veja Também

Outras Notícias

NOTA DE PESAR

Com enorme tristeza, comunicamos o falecimento de Maria Auxiliadora Rio Doce. Maria trabalhava como escrevente juramentada no 18º oficio de notas. O velório será neste

NOTA DE PESAR

Com enorme tristeza, comunicamos o falecimento da nossa colega Mônica Vasconcellos Santos, que era lotada na comarca de Niterói. O velório e o sepultamento serão

SIND FOLIA

Nesta quarta, dia 7, acontecerá o tradicional SIND FOLIA, festa de carnaval dos nossos aposentados e pensionistas. O evento será realizado no auditório do Sind-Justiça,