Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

CASO PATRÍCIA ACIOLI: MP DENUNCIA 11 POLICIAIS POR HOMICÍDIO TRIPLAMENTE QUALIFICADO

O Ministério Público denunciou 11 policiais militares acusados de participação no assassinato da juíza Patrícia Acioli por homicídio triplamente qualificado. Destes, dez ainda serão acusados de formação de quadrilha armada. As medidas foram divulgadas em uma coletiva, nesta segunda-feira, prazo final para a apresentação da denúncia, depois que a Divisão de Homicídios (DH) encaminhou relatório final do inquérito indiciando os policiais por homicídio. Todos os acusados estão presos temporariamente em Bangu 1, no Complexo de Gericinó.

Entre os PMs denunciados está o tenente-coronel Cláudio Luiz de Oliveira, ex-comandante do 7º BPM (São Gonçalo), considerado pela DH o mentor do crime. Também nesta segunda-feira, o procurador-geral de Justiça do Estado, Cláudio Lopes, informou que foi pedida a transferência do ex-comandante do 7º BPM e do tenente Daniel Benitez para presídios federais fora do Estado. Segundo o procurador, o objetivo é impedir que os acusados possam interferir nas investigações do caso.

“Só com uma condenação teremos certeza de que justiça será feita”, disse Lopes. De acordo com o MP, O tenente Daniel Benitez e o cabo Sérgio Costa Júnior atiraram na vítima. O soldado Handerson Lents, do 12º BPM (Niterói), que revelou aos acusados o local da residência da magistrada, responderá apenas por homicídio triplamente qualificado.

Para o Ministério Público, todos os acusados de participação no crime deverão ser levados a júri popular. “Essa é a maneira deles serem condenado por esse crime bárbaro”, disse o promotor Rubem Vianna, que garantiu a participação efetiva de Cláudio Luiz de Oliveira no assassinato. “Não há a menor dúvida de que o tenente-coronel foi o mentor. Ele chefiava uma organização criminosa que não tinha limites na sua atuação. Essa organização praticava vários tipos de crimes”, afirmou. (informações de O Dia Online)

Compartilhe