Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Deu no jornal!

SERVIDORES ESTADUAIS: APOSENTADORIA ESTÁ MAIS RÁPIDA

O Rio Previdência já está concedendo aposentadoria em 30 minutos para os servidores que estão com a documentação em dia e que são vinculados à Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag) e à própria autarquia.

A assessora aposentada da Seplag, Diná do Nascimento Arantes, 58 anos, sendo 38 de funcionalismo estadual, foi a primeira servidora que teve a aposentadoria concedida pelo novo sistema: “Foi rápido e prático. É importante termos apoio em um momento importante de nossas carreiras.”

A principal mudança é a centralização, no Rio Previdência, das últimas etapas da aposentadoria do servidor. Por enquanto, somente ativos da Seplag e do Rio Previdência podem fazer o processo pelo novo método. A implantação será gradual nas demais pastas, sendo Educação e Segurança Pública as últimas, devido ao número de servidores. A ideia é que a centralização seja concluída em dezembro.

O presidente do Rio Previdência, Wilson Risolia, comentou as principais mudanças: “Cada setor de Recursos Humanos tem um método diferente. Embora haja uma referência, são muitos setores. Temos funcionários capacitados para fazer a burocracia na agência de capital do Rio Previdência que ele desejar escolher. Também estamos sendo responsáveis pelo envio do processo da aposentadoria para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), responsável pela homologação”.

SEGUNDO CICLO

O Rio Previdência vai iniciar, em setembro, o segundo ciclo do programa “Ideais não se aposentam”. Servidores que estão perto de entrar para a inatividade serão chamados pela equipe do fundo para receber esclarecimentos. O comparecimento do segurado é opcional.

Também a partir de setembro, a manutenção de benefício (revisão ou exclusão) poderá ser realizada nas agências localizadas na capital do Rio — Méier, Tijuca, Flamengo e Centro. Além de Icaraí, em Niterói, e dos postos no Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Segundo Wilson Risolia, o Rio Previdência tem realizado 10 revisões de pensão por hora. Ele lembrou, ainda, que pretende manter a meta já estipulada de concluir os processos até dezembro. (Coluna do Servidor de O Dia, 09/08/10)

Compartilhe