Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

DILMA ROUSSEFF É ELEITA A PRIMEIRA MULHER PRESIDENTE DO BRASIL

Com 56,05% dos votos válidos ou 55.751.918 sufrágios, a petista Dilma Rousseff, que liderou a coligação Para o Brasil Seguir Mudando, sagrou-se, neste domingo (31/10), a primeira mulher presidente do Brasil, em segundo turno. José Serra (PSDB), da coligação O Brasil Pode Mais, seu oponente, obteve 43,95% dos votos válidos, 43.710.381 de sufrágios. Uma diferença de 12 pontos percentuais.

Com 99,99% das urnas apuradas, houve 29.194.309 (21,50%) de abstenções, 2.452.588 (2,30%) de eleitores votaram em brancos e 4.689.293 (4,40%) anularam o voto. Após o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski anunciar oficialmente, às 20h13, a vitória da petista, ela se pronunciou oficialmente.

Por volta das 23h, Dilma fez pronunciamento à Nação, em que se dirigiu “a todos os brasileiros e as brasileiras, meus amigos e as minhas amigas de todo o Brasil. É uma imensa alegria estar aqui hoje. Eu recebi de milhões de brasileiros e de brasileiras a missão, talvez a missão mais importante da minha vida”.

Ela fez um apelo para que todos os setores da sociedade a auxiliem na tarefa. “Vou fazer um governo comprometido com a erradicação da miséria e a criação de oportunidades para todos os brasileiros e brasileiras. Mas, humildemente, faço um chamado à nação, aos empresários, trabalhadores, imprensa, pessoas de bem do país para que me ajudem”, disse, em um hotel preparado pelo PT para o discurso da presidente eleita. (informações da Agência Diap)

Compartilhe