Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Em meio à crise que assola o Rio, secretário de Fazenda viaja para os Estados Unidos

Licenciado, governador também está fora do comando e cuida da saúde em clínica e spa em Penedo

RIO – O secretário estadual de Fazenda, Gustavo Barbosa, viajou para os Estados Unidos, em meio à crise que assola o Rio. Segundo a assessoria, ele se ausentou temporariamente da pasta por motivos particulares. O subsecretário de Fazenda, Luiz Cláudio Gomes, está respondendo pela secretaria interinamente.

A assessoria informou ainda que “não há qualquer comprometimento das funções executadas pela Fazenda Estadual, assim como do prosseguimento do acordo do Regime de Recuperação Fiscal junto ao Governo Federal”.

O governador Luiz Fenando Pezão também se ausentou do cargo e esta licenciado. Desde domingo, ele está tratando da saúde numa clínica e spa em Penedo. Em nota, o Palácio Guanabara informou que ele passa por acompanhamento médico.

Enquanto isso, a promessa feita pelo governo federal a Pezão não se concretizou. Até esta terça-feira, o Ministério da Fazenda não havia enviado à Casa Civil os dados relativos à regulamentação do Regime de Recuperação dos Estados. A publicação da regulamentação no Diário Oficial é o passo fundamental para a adesão por parte do Rio de Janeiro e uma possível assinatura. Na semana passada, após reuniões com a União, Pezão apostava em uma regulamentação até segunda-feira. A Casa Civil afirmou, ontem, que nada fora enviado até agora.

MAIA FAZ APELO A UNIÃO PARA AVAL A RECUPERAÇÃO

Nesta terça-feira, em postagem feita em sua página no Facebook, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reforçou a necessidade da assinatura do Regime de Recuperação do Estado: “Estamos cobrando diariamente do ministro Henrique Meirelles a assinatura do acordo de recuperação fiscal para que a gente comece a reorganizar o estado”, disse Maia. O presidente da Câmara afirmou que o Rio perdeu “completamente o controle da Segurança Pública”, e que “ninguém consegue mais se locomover com tranquilidade”.

PINGA-PINGA DE SALÁRIOS SEM PRAZOS PARA TERMINAR

Se repetir a política adotada ao quitar a folha de abril, o estado só deverá encerrar o pagamento da folha de maio em agosto. A projeção é a seguinte: foram seis depósitos de parcelas relativas ao mês de abril entre os dias 14 de junho e 12 de julho. Foram exatos 29 dias para se quitar o salário de forma integral aos mais de 460 mil servidores (contados da data do primeiro depósito ao último pagamento).

PUBLICIDADE

Já o salário de maio começou a ser pago no dia 14 de julho com o depósito de R$ 550. Levando em consideração o que aconteceu para se quitar abril, novas parcelas seriam pagas nos próximos dias, com a quitação da folha acontecendo apenas na primeira quinzena de agosto.

Essa projeção, porém, não é confirmada pelo governo. A Secretaria de Fazenda e Planejamento já afirmou que não é possível apresentar um calendário de pagamento em função das dificuldades na arrecadação.

Além da dívida sobre maio, os servidores já cobram a pendência sobre o vencimento de junho. Estão com os salários mensais em dia os servidores da Segurança Pública, da Procuradoria-Geral do Estado e ativos da Educação e da Fazenda e Planejamento.

FONTE: https://oglobo.globo.com/rio/em-meio-crise-que-assola-rio-secretario-de-fazenda-viaja-para-os-estados-unidos-21606336

Compartilhe