Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS SOBE E ATINGE 34,9%

O endividamento das famílias brasileiras continua em alta, mesmo após a crise financeira, e atingiu o patamar de 34,9% da renda em janeiro, uma elevação de 3,1% frente ao mesmo período do ano passado e de 5,4 pontos percentuais em dois anos.

Esse aumento do endividamento reflete o aproveitamento que o brasileiro fez da expansão do mercado de crédito, na medida em que se amplia o alcance do processo de bancarização, impulsionado pela crescente formalização no mercado de trabalho. As conclusões são do Relatório da Inflação, divulgado nesta quarta-feira (31/03) pelo Banco Central.

Já o indicador de comprometimento da renda — razão entre o fluxo da renda e serviço da dívida — cresceu moderadamente de 2007 até novembro de 2008, quando atingiu 24,3%. Desde então, passou a declinar, até atingir 22% em janeiro de 2010, uma queda de 1,7 ponto percentual em 12 meses e de 0,4 ponto percentual em dois anos. (informações do InfoMoney)

Compartilhe