Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

ORÇAMENTOS BILIONÁRIOS DA COPA AUMENTAM A CADA MÊS

O orçamento das obras para a Copa de 2014 aumentou 28,7% em oito meses, segundo levantamento da consultoria legislativa do Senado. O acréscimo foi de R$ 6,82 bilhões e se deve, principalmente, pelo estádio Itaquerão, em São Paulo (SP), e pela inclusão de três novas obras de mobilidade urbana em Belo Horizonte (MG).

Os gastos com a arena paulista estão estimados em R$ 820 milhões. O investimento em transporte na capital mineira é de R$ 3,24 bilhões — parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Mesmo sem incluir as novas obras, ocorre a variação nos orçamentos, que alcançam R$ 2,76 bilhões — ou 11,6% a mais do que o definido em janeiro.

Em entrevista realizada pela Radioagência NP, o jornalista esportivo Jorge Kajuru afirmou que já foram gastos R$ 4,8 bilhões do BNDES, mesmo o governo tendo afirmado que não se gastaria dinheiro público com a Copa. “O mais grave é que quando foi definido o Brasil como sede da Copa, ficou estabelecido de forma pública, para todos os brasileiros — nas palavras do então presidente Lula e do Ricardo Teixeira — que não se gastaria nenhum centavo público para Copa do Mundo, que todas as despesas seriam privadas”, disse Kajuru.

A consultoria do Senado já havia divulgado em junho que o Mundial do Brasil será o mais caro da história, com gastos na ordem de US$ 40 bilhões — o equivalente a mais de R$ 71 bilhões. Nesse total, estão somados R$ 33 bilhões das obras de infraestrutura — incluindo saúde e segurança —, anunciados pela presidenta Dilma Rousseff. Outro valor é o de R$ 7 bilhões somente para gastos do setor público em estádios. (informações da Radioagência NP)

Compartilhe