Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

SOLIDARIEDADE AO GREVISTA REMOVIDO POR ADERIR À GREVE NO TJ-RJ

Os servidores da justiça estadual do Rio de Janeiro estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 19/10/10. A principal reivindicação é o cumprimento de uma sentença a favor dos trabalhadores do órgão, conferindo a eles a incorporação de 24% em seus contracheques. Tal sentença — depois de 23 anos do início do processo judicial — já transitou em julgado, o que significa que não cabe mais absolutamente nenhum recurso jurídico contra os servidores. Só que o Poder Executivo está descumprindo a decisão, enquanto o Poder Judiciário o acoberta.

Com o início da greve, a Presidência do TJ — a mesma que nada faz para obrigar o Estado a pagar o que deve — tomou medidas repressivas contra os grevistas, removendo muitos deles para comarcas distantes. Na luta, os trabalhadores conseguiram que todas essas remoções ilegais fossem anuladas, com exceção de uma. É que a liminar que suspendia a remoção do analista judiciário Alexander Brasil foi cassada.

Este é o momento de nos solidarizarmos com o companheiro. Pois ele foi removido para a comarca de Santa Maria Madalena, que fica a seis horas de distância de sua casa, só por estar exercendo seu direito constitucional de greve. É em momentos como este que a “democracia” burguesa mostra sua verdadeira face: autoritária, hipócrita, truculenta.

A greve continua, reivindicando a incorporação dos 24% ao contracheque de todos. Mas também exigindo mudanças neste poder despótico que hoje é o Poder Judiciário no Brasil. (do blog Expressão Liberta)

Compartilhe