Skip to content

STF RECEBE 28 PEDIDOS DE INVESTIGAÇÃO DE POLÍTICOS NA LAVA JATO

A Procuradoria-Geral da República pediu nesta terça-feira (3/3) que o Supremo Tribunal Federal abra investigação de 54 pessoas citadas na já famosa operação “lava jato”. Foram enviadas 28 solicitações à corte, incluindo autoridades com prerrogativa de foro — que devem passar pelo STF — e inclusive outras pessoas. A abertura de inquéritos será agora analisada pelo ministro Teori Zavascki, relator do caso no STF.

Segundo o jornal O Globo, aparecem na lista os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O Jornal Nacional, da Rede Globo, diz que a PGR incluiu políticos de vários partidos, como PT, PMDB e PSDB.

Com isso, a operação, que tem dado dor de cabeça ao Poder Executivo, por investigar um esquema de corrupção apontado na Petrobras, vira-se também contra os chefes do Legislativo. Agora, caberá à instância máxima do Judiciário julgar o caso.

Os nomes são, a princípio, sigilosos. Eles foram citados em depoimentos prestados nos processos da “lava jato” que correm na Justiça Federal em Curitiba, cujos principais personagens são o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que firmaram acordos de delação premiada.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também pediu o arquivamento de sete casos. Em 2014, esperava-se que ele já apresentaria denúncias contra ao menos parte dos políticos citados. Janot optou por pedir as investigações que, se aceitas por Zavascki, permitirão que o Ministério Público Federal consiga novas diligências. (informações do Consultor Jurídico)

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Veja Também

Outras Notícias

NOTA DE PESAR

Com enorme tristeza, comunicamos o falecimento de Maria Auxiliadora Rio Doce. Maria trabalhava como escrevente juramentada no 18º oficio de notas. O velório será neste

NOTA DE PESAR

Com enorme tristeza, comunicamos o falecimento da nossa colega Mônica Vasconcellos Santos, que era lotada na comarca de Niterói. O velório e o sepultamento serão