Skip to content

TJ-SP AUTORIZA PAGAMENTO DE VERBAS DEVIDAS A SERVIDORES

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, a menos de uma semana de transferir o cargo para José Renato Nalini, autorizou mais um pagamento de valores devidos a funcionários do Judiciário, de acordo com o site da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O pagamento de verbas atrasadas foi comum durante uma gestão, que teve amplo apoio de servidores, mas foi criticada por advogados e pelo Ministério Público por ter sido “voltada para dentro”, defendendo os interesses de juízes e servidores.

O site informou que Sartori adotou a mesma prática do ano passado, utilizando as chamadas sobras do orçamento do Judiciário paulistano para quitar o passivo que o TJ-SP tem com mais de seis mil servidores. O teto foi estabelecido em R$ 7 mil, permitindo o pagamento de férias, licenças-prêmio e outras verbas indenizatórias que, em alguns casos, são devidas há anos.

O dinheiro está disponível para saque nesta sexta-feira (27/12), sendo que as consultas ao site da Prodesp ou ao Banco do Brasil já mostram o provisionamento do pagamento. Na segunda-feira (30/12), alguns servidores receberão valores residuais referentes à segunda parcela do 13º salário, quitada no dia 20 de dezembro. As diferenças não são grandes, segundo a Assetj, e em muitos casos o holerite não apontará qualquer valor a receber. (informações do Consultor Jurídico)

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Veja Também

Outras Notícias

NOTA DE PESAR

Com enorme tristeza, comunicamos o falecimento de Maria Auxiliadora Rio Doce. Maria trabalhava como escrevente juramentada no 18º oficio de notas. O velório será neste

NOTA DE PESAR

Com enorme tristeza, comunicamos o falecimento da nossa colega Mônica Vasconcellos Santos, que era lotada na comarca de Niterói. O velório e o sepultamento serão