Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

BOMBEIROS RETOMAM ACAMPAMENTO NA ALERJ E CONVOCAM NOVO ATO PARA 26 DE JUNHO

Os bombeiros no Rio, em assembleia realizada na última quinta-feira (16/6), definiram continuar mobilizados até que as reivindicações da categoria, que abrangem anistia, salário de R$ 2 mil e vale transporte sejam contempladas.

Entre as medidas, está a retomada do acampamento na Alerj a partir desta sexta-feira (17). Uma nova atividade foi convocada pelos bombeiros, com o apoio dos educadores estaduais em greve, profissionais da saúde entre outras categorias, para o dia 26 de junho, domingo, às 9h, no aterro do Flamengo. Além disso, está sendo articulada para o próximo período, a formação de uma caravana para Brasília com a intenção de pressionar os parlamentares.

“O governador Sérgio Cabral chamou médico de ‘vagabundo’, professor de ‘preguiçoso’, PM de ‘débil-mental’ e nós bombeiros de ‘vândalos’. Não somos nada disso, somos sim, trabalhadores sendo submetidos às péssimas condições de trabalho por culpa dele”, desabafa o bombeiro militar, Fausto de Paula Reis, um dos 439 trabalhadores presos na ação truculenta do governador.

Reis, disse ainda, que Cabral está cada vez mais demonstrando o quanto de ditatorial tem a sua gestão. “Sofremos represarias todo esse tempo e lutamos contra essa ditadura. Contamos agora com a aliança dos profissionais da educação em greve, dos trabalhadores da saúde entre outros. Além disso, a população mostra nas ruas, usando fitas vermelhas e adesivos em solidariedade, que está do nosso lado”, ressalta.

O bombeiro informa também que companheiros da Tropa de Choque do Rio, solidários ao movimento, estavam utilizando no local de trabalho camisetas vermelhas, porém muitos deles estão sendo coagidos com transferências de postos e outros ataques.

O membro da Secretaria Estadual da CSP-Conlutas, Cyro Garcia, ressaltou que a CSP-Conlutas participará, com sua militância, de todas as manifestações previstas para o próximo período. “Continuaremos apoiando a luta desses companheiros, agora fortalecida pela categoria dos educadores em greve. Essa unidade consolidará ainda mais o movimento desses profissionais [educadores e bombeiros] em busca de melhores salários”, disse.

Reis reconhece e agradeça a participação da Central em todas as ações. “A CSP-Conlutas tem dado apoio para nós desde o inicio, participa ativamente junto com conosco em todas as mobilizações. Além disso, distribuiu para a população carta aberta denunciando nossa situação, adesivos, panfletos ajudando a divulgar nosso movimento, isso é importantíssimo para nós e agradecemos essa participação ativa”. (informações da CSP-Conlutas)

Compartilhe