Skip to content

Pauta Mínimo dos Trabalhadores em Face da Crise Econômica.

Mensagem do Servidor

Está passando da hora dos sindicatos também apresentarem uma pauta mínima a sociedade para que outras pessoas contribuam com a diminuição da crise econômica. Não pode ser apenas os trabalhadores privados e os servidores a darem suas cotas de sacrifício. acredito que a sociedade deve enxergar tais propostas como viáveis e coerentes. Se realmente estamos no fundo do poço, precisamos urgentemente mudar drasticamente as relações políticas do país, trazendo economia as cofres da União, dos estados e dos Municípios. Segue as propostas e espero que sejam analisadas e debatidas urgentemente no conjunto dos sindicatos. Que seja apresentado projeto de lei pelos sindicatos com tais propostas: I- Quanto ao poder legislativo. a- diminuição pela metade da Câmara Federal; b- diminuição pela metade dos vencimentos dos Deputados Federais; c- diminuição dos Deputados estaduais; d- diminuição pela metade dos vencimentos dos Deputados estaduais e-diminuição dos vereadores dos Municípios; f- diminuição pela metade dos vencimentos dos vereadores; g- diminuição a três assessores dos deputados federais com diminuição a três salários mínimos de vencimentos aos assessores h- diminuição a dois assessores dos Deputados Estaduais com a diminuição dos vencimentos dos assessores a dois salários mínimos; i- diminuição a um assessor dos vereadores e diminuição a um salário mínimo ao assessor do vereador. II- Quanto ao poder Executivo: - diminuição dos vencimentos do Presidente em cinquenta por cento; -diminuição dos vencimentos dos Governadores em cinquenta por cento; -diminuição dos vencimentos dos Prefeitos em cinquenta por cento. III-Quanto aos Ministros e Secretários dos Governos Estaduais - diminuição em setenta por cento dos vencimentos dos Ministros e dos Secretários dos Governadores. Cabe ressaltar que ao não reagir aos ataques ao conjunto dos trabalhadores, os sindicatos estão praticando o suicido político. Precisamos contra- atacar, a inercia da resistência está nos levando a perdas irrecuperáveis. temos que reagir.

Resposta da Diretoria

X