Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

GREVE DOS SERVENTUÁRIOS TEM 70% DE ADESÃO

A greve dos serventuários da justiça continua em todo o estado do Rio. Na comarca de Nova Iguaçu, a adesão é de 70%. Para o setor emergencial, apenas 30% dos servidores trabalharam normalmente. A paralisação, que começou na última terça-feira, é por tempo indeterminado. A greve seria contra uma decisão do Tribunal de Justiça que não foi cumprida pelo Governo do Estado.

“Estamos brigando pelos 24% do reajuste salarial que não foi pago. Tínhamos direito a 70,5% e essa parte de 24% ainda não vimos. Esta decisão saiu há 23 anos e aguardamos por este benefício. No Fórum de Nova Iguaçu, a adesão é de 70%. Os outros 30% dos servidores estão atendendo no setor emergencial. Além disso, brigamos pelo nosso Plano de Carreiras, Cargos e Salários”, disse o serventuário Reginaldo Rocha.

Eles afirmam lamentar o desconhecimento por quem exerce atividade judicante da vigência e eficácia da Lei Estadual nº 1206/87, cujo artigo 5º foi julgado inconstitucional o que garante a todos os serventuários o percentual de 70,5%, conforme estabelece o artigo 1º desta mesma lei e que a ação em que um grupo reduzido de servidores figura como autores faz fixar o percentual que ainda pertence aos mesmos.

De acordo com o delegado sindical de Nova Iguaçu, Wagner Cordeiro, os serventuários também estão revoltados com uma outra questão. “O presidente do Tribunal de Justiça e o corregedor geral retalharam a paralisação e ainda houve a cassação de 13 das 15 licenças sindicais dos coordenadores do Sind-Justiça, só poupando as de Amarildo Silva e Marta Barçante, conforme decisão do próprio presidente do TJ. Tem também a remoção arbitrária, através de ato da Corregedoria, de Alexander Brasil, antigo ativista da categoria, do Fórum Central para a Comarca de Santa Maria Madalena. Isso é um absurdo!”, alegou. (Jornal de Hoje, Baixada Fluminense)

Compartilhe