Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Limite de R$ 150 para o Bilhete Único não passará na Alerj

Os dois projetos de lei enviados pelo governo do estado — dentro do pacote de ajuste fiscal — propondo alterações no Bilhete Único (BU) receberam, nesta quarta-feira, 135 emendas dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj): 108 sugestões para o PL 2.248/2016, que limita o subsídio a R$ 150, e 27 para o PL 2.247/2016, que estabelece o pagamento da tarifa pelos passageiros das barcas das linhas de Paquetá e Ilha do Governador, além de acabar com a gratuidade para os moradores de Ilha Grande e Paquetá. Mais emendas deverão ser apresentadas nesta quinta-feira.

Entre as alterações sugeridas, uma delas, da bancada do PSOL, propõe elevar o limite do BU para R$ 250. E, diante da grave crise financeira do estado, o partido também apresentou uma emenda sugerindo que, caso o governo não faça o repasse do subsídio, as concessionárias não poderão suspender o uso do benefício.

As sugestões de maior destaque da bancada do PSDB foram a concessão integral do benefício a passageiros com renda inferior a quatro salários mínimos (R$ 3.520); além de um limite de R$ 400 — e não de R$ 150, como quer o governo — para beneficiários com renda maior do que quatro salários mínimos; e do fim do Bilhete Único para quem ganha acima de 15 pisos (R$ 13.200). Segundo o deputado Carlos Osório (PSDB), todos os parlamentares se manifestaram contra a proposta do governo. “Pelo que se viu no plenário hoje, os R$ 150 (de limite) não passarão (na Alerj)”.

FONTE: http://extra.globo.com/noticias/economia/limite-de-150-para-bilhete-unico-nao-passara-na-alerj-20529596.html

Compartilhe