Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Presidente da Alerj retira projetos do pacote de ajuste após protestos

A terça-feira começou agitada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Do lado de fora da Casa, centenas de servidores protestavam contra o pacote de ajuste fiscal proposto pelo governo do estado. Um forte esquema de segurança foi montado no entorno da Palácio Tiradentes logo no início da manhã.

Dentro da Alerj, o presidente, deputado Jorge Picciani, em reunião com representantes de sindicatos e integrantes do Muspe, Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado, decidiu rever alguns projetos referentes ao fim de autarquias e fundações.

Os projetos de lei que preveem a extinção do Iperj, Iaserj, Leão XIII e Instituto de Engenharia e Arquitetura foram retirados da pauta e não serão votados esse ano. Segundo Picciani, pela Constituição estadual, Iperj e Iaserj não podem ser dissolvidos.

Ainda de acordo com o presidente da Alerj, os deputados resolveram também adiar a votação sobre o fim da Fundação Leão XIII e do Instituto de Engenharia e Arquitetura.

Do lado de fora da Alerj, junto aos manifestantes, o representante do Muspe (Movimento Unificado dos Servidores Públicos), Wagner Luiz da Fonseca e Silva, disse que os servidores farão toda a pressão possível para barrar o pacote de ajustes e não vão admitir redução no salário dos trabalhadores.

Na semana passada, a Casa discutiu quatro projetos, entre eles, o aumento da contribuição previdenciária dos servidores ativos e inativos de 11% para 14%. As discussões seguem até a próxima semana e as votações só deverão acontecer em dezembro.

FONTE: http://radioagencianacional.ebc.com.br/politica/audio/2016-11/presidente-da-alerj-retira-projetos-do-pacote-de-ajuste-apos-protestos

Compartilhe