Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Campanhas Sociais

Projeto doa faixas de cabelo para mulheres em tratamento contra o câncer

Além de todas as dificuldades físicas e emocionais, enfrentar o tratamento contra um câncer ainda envolve um desafio central: recuperar a autoestima. Afinal, a alopecia – nome clínico para o fenômeno da queda de cabelo – é uma consequência comum da quimioterapia.

Foi pensando nisso que a empresária Rosaria Cunha criou um projeto social voltado a um tipo de aplique especial que ela mesma desenvolveu. A iniciativa consiste em doar faixas de crochê com mechas de cabelo, que podem ser usadas pelas pacientes de forma mais natural que uma peruca.

Os objetos são feitos com fios naturais e foram idealizados para serem combinados com acessórios complementares, como chapéus, gorros ou lenços.

Rosaria banca a maior parte da produção com recursos próprios. As doações são feitas para qualquer mulher que se interesse, independentemente da idade, da região do país em que reside ou da classe social.

Para a Diretoria de Saúde e Condições do Trabalho do Sindjustiça-RJ Gabriela Garrido, a iniciativa é importante porque dá ainda mais força para que as pessoas atravessem esse período complicado. “Esse é um momento muito difícil, em que o emocional tende a ficar abalado. Sentir-se bem consigo mesma oferece um alívio para as mulheres beneficiadas pelo projeto, contribui para o sucesso do tratamento e torna os dias mais leves”, pontua.

Como solicitar uma faixa

Mulheres que estejam em tratamento contra o câncer e desejem uma faixa devem entrar em contato com Rosaria pelos telefones (11) 3088-1702 ou (11) 96640-7795. Ela também recebe solicitações pelo e-mail atelier@rosariacunha.com.br e pela página no Instagram @rosariacunhacollections.

O processo de criação inclui uma conversa com a empresária, em que serão acertados detalhes como a cor, comprimento e textura dos fios utilizados. A criadora das faixas também gosta de saber um pouco da história de cada presenteada antes de iniciar a confecção.

Ajude o projeto!

No momento, Rosaria mantém o projeto com o apoio da filha e de parte dos lucros de sua loja de produtos artesanais. Serventuários que desejem contribuir com a iniciativa podem ajudar doando valores em dinheiro, materiais para produção ou mesmo os próprios cabelos.

Para saber a melhor forma de apoiar a ação, entre em contato pelos canais de comunicação citados acima. Não deixe de contribuir com essa corrente de solidariedade!

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe