Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

Sindjustiça-RJ divulga informações sobre programa da Dipag que analisa processos sobre gratificações

O diretor do Sindjustiça-RJ José Carlos Arruda esteve, na última terça-feira (3), na Divisão de Pagamento Pessoal (Dipag) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) para colher mais informações sobre o desenvolvimento do programa voltado para a análise de informações dos processos administrativos referentes a gratificações represados não só na Dipag, mas também na Divisão de Processamento de Benefícios Previdenciários (Dibep).

A visita teve o objetivo de identificar os detalhes da implementação de programa, conforme solicitações realizadas por aposentados que têm direito à integralização das gratificações.

O diretor ressalta a complexidade e as minúcias envolvidas no procedimento de análise dos dados, pois as certidões que seriam solicitadas para formalizar o processo deveriam ser analisadas em conformidade com as decisões feitas de 1994 em diante, mensalmente, levando em consideração todas as gratificações que tiveram algum tipo de contribuição previdenciária.

O programa em desenvolvimento reduz drasticamente essa complexidade – e, consequentemente, o tempo do procedimento – ao automatizar a busca dessas informações de todos os períodos.

De toda forma, depois de buscá-las, e havendo a necessidade de alguns ajustes na certidão, o profissional responsável pela análise vai precisar pesquisar, pontualmente, os dados com o objetivo de verificar se não há nenhuma informação faltante.

Nesse sentido, a automatização de parte da análise garante, sem dúvidas, mais celeridade, ainda que, atualmente, somente três servidores da Dipag estejam aptos a realizar o procedimento.

O programa já está disponível para uso, mas devido ao fechamento das folhas da segunda parcela do 13° e do mês de dezembro e com o início do recesso de final de ano, é possível que o andamento dos processos administrativos tenha mais celeridade em 2020.

Em breve, o Sindjustiça-RJ divulgará mais informações sobre o desenvolvimento do programa.

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe
1
Receba mais notícias por WhatsApp
Powered by