Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

Solidariedade aos servidores do TJRS que fazem uma greve histórica

O Sindjustiça-RJ publicamente se solidariza com os servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJRS) que estão em greve há mais de 30 dias. Mesmo recebendo ameaças de corte de ponto, a partir de segunda (28), e de contracheque zerado, aliado à intransigência do Tribunal, que insiste em não negociar, eles mantêm a unidade e o movimento segue forte.

Aos colegas gaúchos dizemos: vocês não estão sozinhos. Somos solidários a essa mobilização! Isso mostra o poder da unidade da categoria, algo muito difícil nesses tempos duros e polarizados em que vivemos.

A chegada de caravanas com servidores a Porto Alegre, capital gaúcha, para participar das mobilizações, mostra a disposição de lutar da categoria. Segundo o Sindjus-RS, essa já é a maior greve da década!

Saibam, essa luta é semelhante em diversas partes do país e essas mesmas injustiças são praticadas em outros estados, como no Rio de Janeiro, por exemplo. O cenário para os servidores públicos em todo o Brasil é muito difícil, principalmente em relação à reposição salarial e às condições de trabalho.

Para a direção do Sindjustiça-RJ, quando se faz luta e resistência com coletividade, as chances de conquista são maiores. Uma greve dessa proporção só é possível com unidade. E a mobilização dos servidores do TJRS deve servir de exemplo para todos os serventuários.

Diante desse cenário, a direção do Sindjustiça-RJ reafirma sua solidariedade ao movimento dos servidores do Poder Judiciário gaúcho, por considerar a greve como instrumento legítimo diante da intransigência de um dos poderes que deveria ser pautado pelo equilíbrio e pelo diálogo.

Diretora do Sindjustiça-RJ

Compartilhe