Sindjustiça RJ
Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

[Vida de Justiça] A pensionista que encontra forças para continuar lutando

O sétimo episódio da série “Vida de Justiça” traz a história de Solange Barbosa do Espírito Santo, pensionista do falecido serventuário Sidney de Oliveira Silva, concursado do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

Solange conta sua história, desde quando conheceu Sidney até o momento trágico de sua perda. Um relato importante, pois mostra a dificuldade de mulheres em situação de vulnerabilidade e que não conseguem ter seu direito completamente reconhecido pela Justiça.

Hoje com 60 anos, ela conta que estava grávida da segunda filha quando o marido morreu e sua vida mudou completamente. Até hoje ela guarda a carteira de sindicalizado do serventuário com as manchas de sangue do fatídico dia.

Após anos, em 2014, ela descobriu ter mais direitos que não conhecia. A partir daí, passou a lutar, pois sempre se sentiu “humilhada, injustiçada e agredida” pela forma como a Justiça lidava com seu caso.

Assista ao episódio com Solange Barbosa do Espírito Santo para a série Vida de Justiça:

Série Vida de Justiça

A série Vida de Justiça foi criada pelo Sindjustiça-RJ para mostrar como o descaso com a categoria impacta diretamente na vida dos servidores e de suas famílias.

Assista aos outros episódios da série:

[Vida de Justiça] Episódio 1 – Técnica em Atividade Judiciária

[Vida de Justiça] Espisódio 2 – A oficial de Justiça que se expõe a perigos diários para cumprir seu trabalho

[Vida de Justiça] Episódio 3 – A oficial de Justiça avaliadora que venceu traumas na carreira e hoje luta contra desafios da aposentadoria

[Vida de Justiça] Episódio 4 – A psicóloga que enfrenta a violência doméstica e familiar contra a mulher para salvar vidas

[Vida de Justiça] Episódio 5 – A assistente social que ouve, mas não é ouvida

[Vida de Justiça] Episódio 6 – A pensionista que espera a justiça que o marido não viu

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe
Open chat
1
Receba mais notícias por WhatsApp
X
X