Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

BANCOS INVESTIGARÃO ASSÉDIO MORAL SOFRIDO POR FUNCIONÁRIOS

A partir do dia 26 de janeiro, os bancários e trabalhadores do ramo financeiro contarão com um instrumento que tem o objetivo de combater o assédio moral no local de trabalho. As entidades sindicais que representam a categoria assinarão a Adesão ao Protocolo para Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho. Até o momento, cinco bancos já confirmaram a adesão ao documento.

O secretário geral da Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Marcel Barros, alerta sobre as consequências danosas que o assédio pode provocar na saúde dos trabalhadores. “Hoje o principal motivo de adoecimento do trabalhador bancário são as doenças mentais e os transtornos do sono provocados pelo assédio moral, pela pressão, pelo cumprimento de metas, pela venda de produtos”, disse.

Marcel informa que as denúncias poderão ser feitas em um sindicato da categoria. Em seguida, a empresa será notificada e terá um prazo de 60 dias para apurar o caso e tomar providências cabíveis.

“A gente tem um instrumento no qual os bancos reconhecem que existe o assédio moral e se dispõem a condená-lo e combatê-lo, criando um modelo de denúncias para a apuração dos casos. A gente considera que é a principal conquista da nossa campanha salarial de 2010, no que diz respeito às condições de trabalho”. (com informações da Radioagência NP)

Compartilhe