Skip to content

Filiados ao Sindjustiça-RJ têm entrada gratuita em peça baseada em obra de Guimarães Rosa

Está em cartaz desde o último sábado (7) no Espaço Cultural Municipal Sergio Porto, na capital, a peça “Riobaldo”, escrita e encenada por Gilson de Barros e dirigida por Amir Haddad. A peça seguirá em cartaz até o dia 30 de março, sempre com apresentações às sextas, sábados e segundas-feiras às 20 horas, e domingos às 19 horas.

O espetáculo tem apoio cultural do Sindjustiça-RJ e filiados têm entrada gratuita para as sessões dos dias 27, 28 e 29 de março. Para ter acesso, é necessário telefonar para o número (21) 98072-6677 e efetuar o pedido da entrada com Fernanda. A carga de ingressos gratuitos é limitada a 30 entradas nestas apresentações.

A peça é um monólogo baseado na obra-prima do escritor mineiro Guimarães Rosa (1908-1967) “Grande sertão: veredas”. Nela, o protagonista Riobaldo, ex-jagunço e agora um próspero fazendeiro, avalia através de sua saga questões como religiosidade, a relação do homem com Deus e o Diabo, o real e o misterioso, a sexualidade, a masculinidade e o amor, das diversas formas.

Ele relembra a vida com as três mulheres que determinaram sua travessia: Diadorim, Nhorinhá e Otacília. A primeira foi o grande amor que o levou à vida de jagunço e abriu as portas do conhecimento da natureza e humano, levando ao pacto fáustico. A segunda foi o amor carnal e sem julgamentos por uma prostituta. O terceiro foi o amor purificador pela esposa que o resgatou do pacto e o converteu em ‘cidadão de bem’. E ele tenta sempre entender a valia o pacto que fez na juventude e a dúvida se o diabo realmente existe.

“Riobaldo – o jagunço improvável – é um dos personagens mais complexos da nossa literatura. Traduzir para o teatro a narrativa poética de Guimarães Rosa é missão dificílima. Quem já leu o livro deve concordar. Mas, ‘o que a vida espera da gente é coragem’. Saltei no escuro de coração aberto”, disse o ator e adaptador Gilson de Barros.

“Até hoje me orgulho de ser conterrâneo e contemporâneo de Guimarães Rosa. E tenho certeza de que qualquer leitor estrangeiro que ler o livro traduzido jamais lerá o que eu li. Assim como jamais saberei o que lê um inglês quando lê Shakespeare. Os realmente grandes são intraduzíveis”, afirmou o diretor Amir Haddad.

Serviço:

Riobaldo

Gênero: narrativa dramática

Duração: 70 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

Em cartaz de 7 a 30 de março

Horários: sextas-feiras, sábados e segundas-feiras às 20 horas; domingos às 19 horas.

Local: Espaço Cultural Sérgio Porto. Rua Humaitá, 163 – Humaitá, Rio de Janeiro, RJ.

Capacidade: 98 espectadores

Ingressos:

– Inteira: R$ 40,00

– Meia R$ 20,00

– Filiados ao Sindjustiça-RJ: entrada gratuita limitada a 30 ingressos nas sessões de 27, 28 e 29 de março. Para adquirir as cortesias, necessita ligar para a Fernanda no número (21) 98072-6677.

Funcionamento da bilheteria: terça a domingo das 14 horas até o início da última sessão do dia

Ingressos antecipados em https://riocultura.superingresso.com.br/#!/home

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Veja Também

Outras Notícias

NOTA DE PESAR

Comunicamos, com enorme tristeza, o falecimento da colega Priscilla Braga, ocorrido na manhã desta quinta, por complicações da Covid. Priscila estava lotada no Fórum da

VENDA DA LICENÇA TERMINA HOJE, 21

Termina hoje, 21 de maio, o prazo para venda da licença-prêmio! Por favor, compartilhem a informação e avisem aos colegas da serventia que estejam de

X