Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
destaque home

Filiados ao Sindjustiça-RJ têm entrada gratuita em peça baseada em obra de Guimarães Rosa

Está em cartaz desde o último sábado (7) no Espaço Cultural Municipal Sergio Porto, na capital, a peça “Riobaldo”, escrita e encenada por Gilson de Barros e dirigida por Amir Haddad. A peça seguirá em cartaz até o dia 30 de março, sempre com apresentações às sextas, sábados e segundas-feiras às 20 horas, e domingos às 19 horas.

O espetáculo tem apoio cultural do Sindjustiça-RJ e filiados têm entrada gratuita para as sessões dos dias 27, 28 e 29 de março. Para ter acesso, é necessário telefonar para o número (21) 98072-6677 e efetuar o pedido da entrada com Fernanda. A carga de ingressos gratuitos é limitada a 30 entradas nestas apresentações.

A peça é um monólogo baseado na obra-prima do escritor mineiro Guimarães Rosa (1908-1967) “Grande sertão: veredas”. Nela, o protagonista Riobaldo, ex-jagunço e agora um próspero fazendeiro, avalia através de sua saga questões como religiosidade, a relação do homem com Deus e o Diabo, o real e o misterioso, a sexualidade, a masculinidade e o amor, das diversas formas.

Ele relembra a vida com as três mulheres que determinaram sua travessia: Diadorim, Nhorinhá e Otacília. A primeira foi o grande amor que o levou à vida de jagunço e abriu as portas do conhecimento da natureza e humano, levando ao pacto fáustico. A segunda foi o amor carnal e sem julgamentos por uma prostituta. O terceiro foi o amor purificador pela esposa que o resgatou do pacto e o converteu em ‘cidadão de bem’. E ele tenta sempre entender a valia o pacto que fez na juventude e a dúvida se o diabo realmente existe.

“Riobaldo – o jagunço improvável – é um dos personagens mais complexos da nossa literatura. Traduzir para o teatro a narrativa poética de Guimarães Rosa é missão dificílima. Quem já leu o livro deve concordar. Mas, ‘o que a vida espera da gente é coragem’. Saltei no escuro de coração aberto”, disse o ator e adaptador Gilson de Barros.

“Até hoje me orgulho de ser conterrâneo e contemporâneo de Guimarães Rosa. E tenho certeza de que qualquer leitor estrangeiro que ler o livro traduzido jamais lerá o que eu li. Assim como jamais saberei o que lê um inglês quando lê Shakespeare. Os realmente grandes são intraduzíveis”, afirmou o diretor Amir Haddad.

Serviço:

Riobaldo

Gênero: narrativa dramática

Duração: 70 minutos

Classificação indicativa: 16 anos

Em cartaz de 7 a 30 de março

Horários: sextas-feiras, sábados e segundas-feiras às 20 horas; domingos às 19 horas.

Local: Espaço Cultural Sérgio Porto. Rua Humaitá, 163 – Humaitá, Rio de Janeiro, RJ.

Capacidade: 98 espectadores

Ingressos:

– Inteira: R$ 40,00

– Meia R$ 20,00

– Filiados ao Sindjustiça-RJ: entrada gratuita limitada a 30 ingressos nas sessões de 27, 28 e 29 de março. Para adquirir as cortesias, necessita ligar para a Fernanda no número (21) 98072-6677.

Funcionamento da bilheteria: terça a domingo das 14 horas até o início da última sessão do dia

Ingressos antecipados em https://riocultura.superingresso.com.br/#!/home

Fonte: Sindjustiça-RJ

Compartilhe