Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

HOSPITAL GETÚLIO VARGAS DECIDE PARAR EM REPÚDIO ÀS DECLARAÇÕES DE CABRAL

Em assembleia no último dia 28 de maio, os servidores do Hospital Getúlio Vargas decidiram paralisar suas atividades e realizar uma passeata pelo bairro da Penha, este mês, em repúdio às declarações feitas pelo governador Cabral Filho à imprensa, desqualificando os funcionários da saúde do estado.

Segundo Cabral, a culpa da situação dos hospitais hoje é do que ele chamou de “fracassado modelo estatutário” de contratação, motivo pelo qual anunciou que os servidores terão, por mais um ano, reajuste zero. A paralisação visa ainda cobrar a valorização dos servidores.

A data da paralisação e da passeata será definida em novas assembleias do Getúlio Vargas nos dias 7, 8 e 9 deste mês, segundo adiantou o presidente da Associação de Funcionários da unidade, Cosme Martins.

Na assembleia do dia 28, os funcionários decidiram, ainda, participar da Marcha ao Palácio Guanabara, no próximo dia 17, como parte da campanha salarial unificada dos servidores do estado, coordenada pelo Movimento Unificado dos Servidores do Estado (Muspe) e que tem como reivindicações principais, além da reposição das perdas, o cancelamento da demolição do Hospital do Iaserj. (informações do Sindsprev-RJ)

Compartilhe