Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

PAGAMENTO DE DEZEMBRO DEVE ATRASAR. DIRETORIA DO SIND-JUSTIÇA VAI PROPOR EMPRÉSTIMO E CHAMA PARA ATO NO DIA 10

O atraso os nossos pagamentos parece inevitável. O Governador Sérgio Cabral não recebeu a comissão Movimento Unificado dos Sindicatos de Profissionais do Estado (Muspe) que foi procurá-lo ontem para conversar sobre a novela do nosso calendário de pagamento. A comissão buscava saber se há ou não recursos em caixa para o nosso pagamento. A ex-governadora Rosinha e o atual governador não se entendem. Ela diz que deixou cerca de R$ 635 milhões de saldo no caixa do estado. Já o atual governador diz, via secretários, que “medidas extraordinárias no final do governo anterior criaram elementos de ‘estresse’ e impacto nas receitas do início do ano”.

Quem recebeu a comissão do MUSPE foi o assessor para assuntos especiais do governo do estado, Jorge Gama. Os representantes dos servidores presentes ao encontro entenderam que Gama teria dito que o calendário sairia hoje. Procurado esta manhã, Gama afirmou que os secretários Joaquim Levy (Secretário de Fazenda) e Sérgio Ruy Barbosa (Secretário de Planejamento e Gestão) ficaram reunidos até tarde da noite de ontem buscando poder apresentar o calendário de pagamentos. Agora o assessor especial diz que o calendário “DEVE” sair hoje no fim da tarde.

Dada a incerteza, O SIND-JUSTIÇA já está buscando contato hoje mesmo com a Alta Administração do TJERJ. O sindicato vai sugerir que o TJ empreste recursos ao governo do estado para garantir nossos pagamentos. Esta PARECE uma solução possível para evitar eventual atraso até que a situação esteja mais clara.

Além de propor o empréstimo de recursos do TJ ao governo do estado, a diretoria do Sind-Justiça, reunida ordinariamente ontem, decidiu começar a convocar todos os servidores do TJ para nos unirmos num ato público em frente ao fórum central no próximo dia 10, às 18:30h. Temos que estar mobilizados para exigir o que é nosso direito. Todos ao ato!!!

Quem fala a verdade? Há recursos ou não? Será que teremos no governo do estado alguém que vai buscar holofotes a qualquer custo? A política dos factóides estaria de volta?

Compartilhe