Filiado à FENAJUD, DIEESE e DIAP
Sindicato dos Servidores
do Poder Judiciário do Rio de Janeiro
Notícias Sindicais

Servidores fazem novo protesto na Alerj contra pacote de austeridade do governo

Manifestantes se reuniram na porta da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), na manhã desta terça-feira (29), antes de mais um dia de discussão sobre o pacote de austeridade enviado à Casa pelo governador, Luiz Fernando Pezão, para sanear as contas do estado.

Duas propostas estão em pauta: uma limita o crescimento da despesa de pessoal, a outra autoriza o Executivo a usar fundos estaduais vinculados a outros Poderes, como a Alerj e o Tribunal de Justiça.

Desde as 14h, o colégio de líderes dos partidos está reunido na sala da presidência. Um forte esquema de segurança foi montado nos arredores da Alerj. Houve princípio de confusão no local, alguns servidores tentaram derrubar a grade e a PM usou spray de pimenta para conter os manifestantes. Por volta das 12h, duas faixas da Avenida Primeiro de Março chegaram a ser interditadas ao tráfego.

Nesta terça, a Casa deve cortar regalias e voltar com o aluguel social. A estimativa é de que com esses cortes sejam economizados R$ 30 milhões por ano, e que o projeto dos deputados derrube o decreto do governador que acabou com o programa social.

Já os projetos que serão apenas discutidos nesta terça são os que determinam receita de fundos estaduais para pagamento de pessoal e outro que limita a despesa com pessoal de secretarias e autarquias. Como as receitas estão em queda, a medida congela o aumento das despesas de pessoal para 2017.

Na sessão de quarta-feira (30) será discutido o último projeto, e o mês de dezembro será dedicado à votação em plenário dos projetos que receberem parecer favorável dos parlamentares. Nove projetos já receberam parecer favorável dos deputados para seguir adiante. Além deles, outros oito acabaram retirados da pauta e só devem voltar a ser discutidos no ano que vem. As propostas previam a extinção de órgãos estaduais e a cobrança extra de contribuição previdenciária dos servidores, que Pezão acabou desistindo.

FONTE: http://www.jb.com.br/rio/noticias/2016/11/29/servidores-fazem-novo-protesto-na-alerj-contra-pacote-de-austeridade-do-governo/

Compartilhe